jump to navigation

Mais informações sobre alergia respiratória julho 19, 2008

Posted by lilaliss in saude.
trackback

DOENÇAS RESPIRATÓRIAS
As mudanças bruscas climáticas, bem com, as baixas temperaturas, contribuem na maior incidência dessas doenças, de vez que, o organismo direciona suas energias para manter a temperatura do corpo equilibrada. Provavelmente, esta é uma das causas do enfraquecimento das defesas orgânicas.
As doenças respiratórias, principalmente, podem ser de natureza Infecciosa ou alérgicas;

INFECCIOSAS: Aquelas causadas por vírus ou bactérias, como os resfriados e pneumonias. O contágio é favorecido em ambientes fechados, aglomerações, contato com pessoas portadoras desses agentes causadores de enfermidades, principalmente, através de tosse e espirros.

ALÉRGICAS: Aquelas causadas pela hipersensibilidade geneticamente herdada para determinados agentes como poeira domociliar e o ácaro. Hoje sabemos que as infecções respiratórias participam no desencadeamento das crises alérgicas, em muitas oportunidades. Daí a necessidade da prevenção, principalmente, das viroses no contrôle e tratamento dos pacientes alérgicos.

É OPORTUNO RELACIONAR AQUI, ALGUNS PONTOS DE INTERESSE PARA PESSOAS PORTADORAS DE ALERGIAS RESPIRATÓRIAS:

1. POEIRA DOMICILIAR: Corresponde ao acúmulo de fibras de tecidos, escamas de animais, pólem, insetos, ácaros, fungos…

2. ÁCAROS: São seres microscópicos que se desenvolvem em climas moderadamente frios e úmidos. Suas fezes são potentes precipitantes de crises alérgicas.
3. ANIMAIS DOMÉSTICOS: Pele, pêlos, salivas e urinas, são também agentes provocadores de crises alérgicas.

4. FUNGOS: O mofo é encontrado em ambientes pouco ventilados, úmidos e escuros. A inalação destes microrganismos e seus esporos funcionam como gatilho, capazes de deflagrar mecanismos que desencadeiam alergias agudas.

5. FUMO :A inalação de fumaça, gazes, odores ativos, aerosois, frequentemente relacionam-se com sintomatologia alérgica.

6. STRESS : As alergias não são consideradas doenças emocionais, entretanto, a relação íntima entre as crises agudas e o descontrole emocional, faz parte das experiências de vida dos alergistas.

7. MEDICAMENTOS: Alguns medicamentos como aspirinas e outros antinflamatórios, em pacientes sensíveis a eles, podem desencadear fenômenos alérgicos importantes. Evitar automedicação e buscar orientação médica, é a melhor maneira de diminuir riscos desnecessários.
Pela exposição anterior pode-se aferir que o controle ambiental e medidas de ordem prática preventiva, são fundamentais no tratamento das doenças respiratórias alérgicas.

Concluindo, o alergista dispõe hoje, além do diálogo com seu paciente, de exames complementares sofisticados, testes alérgicos e vacinas de qualidade, que permitem diagnosticar e tratar as doenças respiratórias alérgicas adequadamente.

Dr. Marco Aurélio Paiva
site Médico

Comentários»

No comments yet — be the first.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: